O USO DAS TECNOLOGIAS DE COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO NO ENSINO REMOTO DURANTE A PANDEMIA DO COVID-19

Autores

  • Maykon dos Santos Marinho Centro Universitário Maurício de Nassau
  • Yone Gusmão da Silva Centro Universitário Maurício de Nassau - UNINASSAU
  • Monique Soares Rocha Centro Universitário Maurício de Nassau - UNINASSAU
  • Everaldo Nery de Andrade Centro Universitário Maurício de Nassau - UNINASSAU

DOI:

https://doi.org/10.18817/ticsead.v7i1.492

Palavras-chave:

Educação. Tecnologias da Informação e Comunicação. Ensino Remoto.

Resumo

O presente estudo objetivou investigar as experiências e percepções dos discentes dos cursos de saúde sobre o uso do Ambiente Virtual de Aprendizagem – AVA, Microsoft Teams® no ensino remoto durante a pandemia de COVID-19. Trata-se de um estudo transversal descritivo realizado com 84 alunos matriculados regularmente nos cursos de Graduação em Saúde em uma Instituição de Ensino Superior, cujas aulas ocorriam na modalidade de ensino remoto durante o semestre letivo 2020.1. Os critérios de inclusão adotados para a seleção dos participantes desta pesquisa foram: estar matriculados no curso; estar em situação de distanciamento social; ter acesso ao WhatsApp e plataforma Teams®; concordar em participar da pesquisa através da assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido - TCLE em formato eletrônico. Os dados foram coletados por meio da aplicação de um questionário eletrônico de autoavaliação Constructivist On-Line Learning Environment Survey - COLLES, aplicado no final do semestre letivo. O questionário de COLLES fora enviado via e-mail e WhatsApp e respondido em formato eletrônico através da plataforma do Google Forms. A partir das respostas obtidas pelo questionário de COLLES foram criadas tabelas com as porcentagens para cada questão das categorias avaliadas. Os resultados mostraram que o AVA estudado, frequentemente, estimulava a reflexão crítica, e tinha o apoio dos professores durante o seu uso. Com relação a interatividade, a maioria dos alunos relatou que algumas vezes tiveram interação com outros participantes. Conclui-se que houve resultados favoráveis nas categorias referentes à reflexão crítica, relevância, apoio e compreensão das mensagens dos docentes, mostrando que os alunos conseguiram se adaptar a esse modelo de ensino em AVA. Entretanto, constatamos a necessidade de estimular o apoio entre os alunos e a interação entre as suas ideias para que a ferramenta utilizada possa ter maior êxito no processo de aprendizagem no ensino remoto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANTUNES, Fernanda Regina et al. MOTIVAÇÃO DE ALUNOS DA ÁREA DA SAÚDE EM DISCIPLINAS TOTALMENTE A DISTÂNCIA: influência socioeconômica. Cogitare Enfermagem, [S.I.], v. 24, p. 1-13, 3 jun. 2019.

ARAÚJO, Tailani Mendes de Oliveira et al. A Utilização do Whatsapp Como Recurso de Suporte no Ensino Presencial. In: PROCHNO, Cludiane Ayres. A Função Multiprofissional da Fisioterapia. Ponta Grossa: Atena, 2019. p. 84-93.

CASSUNDÉ, Fernanda Roda de Souza Araújo et al. Avaliação Social Construtivista de uma Experiência em EaD: o uso do colles como instrumento de coleta de dados. Rev Científica em Educação A Distância, [S.I.], v. 6, n. 2, p. 46-60, 2016.

CASTILHO, L. B. O uso da tecnologia da informação e comunicação (TIC) no processo de ensino e aprendizagem em cursos superiores. Dissertação (Mestrado profissional em Sistemas de Informação e Gestão do Conhecimento) - Universidade Fumec, Belo Horizonte, 2015.

FREITAS, Lara Aparecida de et al. Avaliação do Curso Online na Educação Permanente Sobre Aleitamento Materno Para Enfermeiros. Reufsm, [S.I.], v. 8, n. 1, p. 116-128, mar. 2018.

GIL, A.C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo; Atlas, 2010.

MIRANDA, I. M.; MOURÃO, L. A.; GEDIEL, V. A. L. B. As tecnologias da informação e comunicação (TICS) e os desafios da inclusão: a criação de aulas sinalizadas no contexto do ensino superior. Revista periferia, v.9 n.1, p.241-62, 2017. Disponível em: file:///C:/Users/Admin/Downloads/28879-95672-1-PB.pdf. Acesso em: 03 jun. 2020.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE (OMS). Investimentos substanciais necessários para evitar a crise de saúde mental. 2020. Disponível em: https://www.who.int/news-room/detail/14-05-2020-substantial-investment-needed-to-avert-mental-health-crisis#. Acesso em: 31 mai. 2020.

SANTOS M. S. et al. Experiências sobre a aprendizagem por meio do uso de nuvens eletrônicas e WhatsApp entre graduandos em fisioterapia. Fisioterapia Brasil, v.19. n. 6, p.745-54, 2018. Disponível em: https://portalatlanticaeditora.com.br/index.php/fisioterapiabrasil/article/view/2564/html. Acesso em: 28 mai. 2020.

SANTOS, Camila Mello dos et al. Avaliação da qualidade de aprendizagem no ambiente virtual (Moodle) em saúde bucal, na perspectiva dos discentes. Revista da Abeno, [S.L.], v. 18, n. 1, p. 116-123, 28 mar. 2018.

Downloads

Publicado

09-07-2021

Como Citar

MARINHO, M. dos S.; SILVA, Y. G. da; ROCHA, M. S.; ANDRADE, E. N. de. O USO DAS TECNOLOGIAS DE COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO NO ENSINO REMOTO DURANTE A PANDEMIA DO COVID-19. TICs & EaD em Foco, São Luís, v. 7, n. 1, p. 71–83, 2021. DOI: 10.18817/ticsead.v7i1.492. Disponível em: https://ticsead.uemanet.uema.br/index.php/ticseadfoco/article/view/492. Acesso em: 26 fev. 2024.